Procure algo semelhante rápido!

“Um bom acordo é resultado da arte de dividir o bolo de forma que todos acreditem possuir o maior pedaço.” – Ludwig Erhard

É inevitável: mais cedo ou mais tarde você vai enfrentar objeções e discordâncias. Existem muitas formas de lidar com objeções, mas brigar com a outra parte vai dificultar persuadi-la. Quando isso acontece, os dois lados começam a entrar na defensiva e uma pessoa defensiva raramente verá a lógica da sua argumentação.

Se o objetivo final for persuadir a outra pessoa, então é uma boa ideia encontrar algum ponto em comum. Sobre o que você e essa outra pessoa pensam da mesma forma? Qual é o ponto em que podem concordar?

Isso não quer dizer que você deve abrir mão da sua opinião. O que queremos é manter a pessoa aberta para que os dois possam chegar a uma conclusão lógica. Quando conseguimos achar um ponto em comum, a emoção e o comportamento defensivo diminuem.

Lembre-se sempre de buscar aquele 1% que você pode concordar com a pessoa e transforme em 101% para chegar a um acordo ou mostrar o seu ponto de vista para que possa ser compreendido. Muitas vezes esse 1% pode ser algo simples, como por exemplo o fato dos dois quererem manter o emprego. Fale sobre isso e chegue no seu ponto baseado nesse item em comum.