Você é você mesmo quando faz uma apresentação?

Principalmente quando ainda não temos muita experiência em algo, é comum nos espelharmos em alguém com mais prática para tentar fazer igual. Quando vamos realizar uma apresentação, esse pensamento não é diferente, porém é, de longe, o pior caminho possível para seguir.

Isso porque fazer uma apresentação é bem diferente do que participar de uma peça de teatro, por exemplo. Você não precisa interpretar um personagem, basta ser você mesmo e apresentar ao seu público o que você tem a dizer afinal, eles estão lá para isso.

Funciona como uma troca: a audiência te dá a atenção dela, e você oferece como retribuição o melhor que pode oferecer. Pensando assim, imitar outra pessoa é uma trapaça, já que você estará entregando o melhor de outra pessoa, e não de si próprio.

Como ser você mesmo em uma apresentação?

Falar “seja você mesmo” pode parecer um conselho óbvio, mas é grande a quantidade de pessoas que tentam replicar algo que viram anteriormente. Com a explosão de vídeos na internet, como por exemplo os famosos TED Talks, você já teve a sensação de que está sempre assistindo a mesma coisa? E nos eventos corporativos, sempre se encontra em um interminável “deja vu”? Pois é. Esse conselho pode não ser tão óbvio assim e seguí-lo, pode te ajudar de fato a se diferenciar do que já encontramos no mercado.

E ser você mesmo não significa que você não pode usar outras pessoas como inspiração. Inclusive, é saudável quando vamos aprendendo e pegando um pouco de cada um para criar um estilo próprio. Isso na verdade não é copiar alguém, mas sim identificar pontos positivos em outras pessoas e adicionar ao nosso estilo visando a eficiência da comunicação.

Como você se sentirá no final?

Mesmo que você esteja começando a falar em público agora, procure estudar bastante sobre metodologias para se apresentar na frente de outras pessoas, mas nunca deixe de ser você. É importante, desde o início da sua carreira, criar o seu próprio estilo, que com certeza será único se você tiver sempre em mente a preocupação de não imitar outras pessoas.

Com o tempo, você perceberá que a sensação de concluir uma apresentação é muito melhor quando você é verdadeiro e mostra o seu melhor lado. As pessoas que te assistem também sentirão a verdade na sua apresentação e, com certeza, sua mensagem será mais lembrada do que aquelas que parecem sempre iguais em todas as apresentações.

E como se preparar para ser você mesmo?

Como falamos anteriormente, procure estudar metodologias que te preparem para falar em público. Se você sofre com insegurança ou medo de errar, saiba que isso é normal e que existem soluções e treinamentos para você se sair bem e fazer apresentações incríveis. Lembre-se que acreditar no seu próprio discurso fará toda a diferença.

Comece o quanto antes o seu desenvolvimento. Se você está em busca de cursos de oratória, liderança, negociação e customer experience, entre em contato com a Ducovox e procure pela turma que mais se adapta às suas necessidades. Também continue acompanhando nosso blog, repleto de dicas para o seu desenvolvimento diário!