Por que é importante fazer pequenas pausas durante o discurso?

Quando você vai falar em público, você faz pausas rápidas entre uma frase e outra ou costuma emendar todas as suas falas com os famosos “ééé”, “né” ou “tá”? Se você respondeu a segunda opção, fique calmo(a)!

Com o nervosismo, é muito comum tentarmos preencher todo o tempo de nossa apresentação com sons, pois acreditamos que fazer pequenas pausas ou ficar em silêncio por um curto espaço de tempo é uma prática negativa.

No artigo de hoje, você vai entender que fazer pequenas pausas entre as frases é uma prática positiva, que transmite calma e segurança e ajuda o seu ouvinte no entendimento da sua mensagem. Acompanhe!

Driblando a insegurança

Algumas vezes, ao nos sentirmos inseguros ou com medo de falar em público, acabamos usando os famosos “ééé”, “tá” e “né” sem perceber, no meio das falas. Isso acontece porque, a insegurança, faz com que nós busquemos o tempo todo alguma afirmação da plateia em relação ao nosso discurso.

Para interagir com o seu público e quebrar o gelo, utilize outros meios. Faça perguntas, conte alguma história real que faça com que eles se identifiquem e criem uma conexão com você. Experimente também chamar algum convidado para dividir o palco. Isso pode fazer com que o assunto flua naturalmente, até que você se sinta seguro(a) o suficiente para lidar com um tema sozinho(a), do começo ao fim.

Coloque na sua cabeça que pequenas pausas durante o discurso são saudáveis. Elas ajudam a dar mais naturalidade ao seu discurso, contribuem para que você consiga pensar, de forma consciente, na mensagem que está passando, sem que pareça um robô, além de dar tempo para a sua audiência absorver a ideia que você está querendo passar.

Corrigindo o problema

Se você está disposto a não usar mais “ééé” ou “tá” em suas apresentações, dando pequenas pausas durante o seu discurso, treine em casa. Evite corrigir esse hábito durante uma apresentação pois, provavelmente, você vai se perder já que sua atenção estará voltada para isso e não para o que realmente interessa, o seu discurso.

Como para nada na vida existe fórmula mágica, neste caso não seria diferente. Treine suas apresentações em casa sem se preocupar com isso e identifique os pontos a serem melhorados. Uma dica é gravar o seu discurso para que você possa localizar os pedaços que precisam de uma pausa. Em geral, quanto mais seguro(a) você estiver em relação ao discurso, menor a probabilidade de usar “é”, “né” e “tá”.

A falta de pausas durante uma apresentação para o público é apenas um de vários problemas que o nervosismo e a insegurança podem acarretar. Para se sentir mais preparado(a), invista na sua formação como orador e entregue para seu público suas ideias com qualidade.

Conheça os cursos de oratória que a Ducovox oferece em São Paulo e se destaque no mercado como um profissional bem articulado e sem medo de falar em público. Confira as próximas turmas e fique por dentro de todas as nossas dicas sobre apresentação, oratória e liderança!